terça-feira, 4 de junho de 2013

Os PJs: Aprofundando

Aviso: Contém spoilers.



Yuuhi "Gago" Midori

Humano. Shinobi (combina talentos ninja e de feiticeiro). 15 anos. Wen-ha, Aldeia da Montanha das Quatro Faces, domínio Wu do Oeste.

Auto-proclamado "Mestre dos Trotes", O Shinobi Gago da Montanha das Quatro Faces possui um repertório digno. Aluno acima da média em encantamentos e ilusões práticas, combina com seus talentos ninja e habilidade com armadilhas - mesmo mecânicas e explosivos de pólvora. Usa um leve Fishnet como armadura sobre suas roupas verdes. Sua arma de escolha é uma machadinha, mas é mais comumente visto com kunais, que lhe serve como ferramentas ou como meios de enviar a distância explosivos e cordas.

Embora fraco fisicamente para confrontos diretos, Midori é inacreditavelmente discreto quando quer. Sumindo das vistas de seus algozes e atacando furtivamente, ou atraindo oponentes para armadilhas. Midori pode desorientar com ataques diretos ou mesmo elaborar ilusões para disfarces ou mesmo tirar seus inimigos do prumo. Também conhece magias de deslocamento - como andar na água e nas paredes - e encantar cordas para lhe conferir a liberdade ... Ou tirá-la de seus oponentes.

Se preciso, Midori pode lançar fúria bárbara em si mesmo ou em seus aliados ou inimigos, dependendo do que a estratégia precisar. Também é capaz de desfazer condições arcanas com o meto toque.

Por fim, uma pedra iônica em sua testa - o "Olho do Espírito" - é capaz de desprender e voar autonomamente e através de sólidos (exceto metais muito densos ou além do seu alcance). Midori consegue fazer ataques de toque através deste item.

O Mestre dos trotes pode parecer um palhaço, mas em seu coração, Midori deseja ser aceito e reconhecido. Gosta de complementar talentos de colegas e explorar fraquezas de seus inimigos. Se motivado, ele pode ser um adversário extremamente técnico e complexo.


Helle'nae "Hellen" Mooredriff

Succubi. Aparenta e apresenta-se como uma feiticeira humana de beleza quase divina, sempre elegante e alegre. Idade imensurável. Agra, Domínios de Chellar, semiplano de Felgoz.

Capaz de lidar tanto em cortes regenciais como em festejos de tavernas. Usa como foco de combate uma espada longa flamejante "Senhora do Fogo" e usa uma besta leve de apoio, mas quase nunca assume a linha de frente. Prefere usar seus poderes para quebrar a linha inimiga, mesmo jogar um oponente contra o outro com sugestões e manipulação.

Na forma humana, Hellen não pode fazer uso de suas garras ou asas, mas essa falha foi contornada com um chapéu de disfarces, no qual a "feiticeira" mantem sua imagem humana, preservando a farsa a quem observa á distância. Como atriz sagaz, ela pode usar seu disfarce para se passar por qualquer um que ela estude algum tempo. O encantamento do chapéu pode ser desfeito, mas sua forma humana não é desfeita a não ser por vontade própria.

Também traz consigo um anel do Escudo Mental, que protege sua identidade de leituras mentais e habilidade de detectar alinhamento. Outro anel que traz torna suas garras armas mágicas avassaladoras, uma resposta veloz contra adversários perto demais.

Sempre vestida de forma elegante ou provocante, mesmo prejudicando a eficiência do corselete de couro de tubarão encantado para minimizar viagens longas. Mas em sua bagagem, diversos tecidos e roupas podem elaborar visuais adequados ás ocasiões mais formais.

Sua linhagem rara a permite detectar e transmitir pensamentos até 30 metros de distância. Também consegue detectar o bem, e lançar sobre si mesma o poder das línguas, sendo capaz de se comunicar com qualquer criatura com idioma oral. Ela possui considerável proteção racial, e uma sobrenatural resistência a energias (frio, fogo, ácido e eletricidade). Mas deve evitar entrar em ambientes sagrados.

Além de seus poderes naturais de sugestão (acima da média das Succubus), e uma transfiguração moderada (pode passar-se por qualquer raça humanóide...) Hellen é capaz de curar ferimentos drenando vitalidade com um toque. Se esse toque for um beijo, sua vítima permanece paralisada e à mercê da succubus.

Hellen foi introduzida nas artes bárdicas, e pode usar truques para obter vantagens menores (ventriloquia, mãos mágicas, Lullaby e atordoar). Seu instrumento de escolha são as castanholas, bem como seu canto associado ao carisma sobrenatural.

Hellen é imune a venenos. Não precisa dormir. E se não precisar manter sua máscara de "boa menina", pode ser avassaladoramente cruel...


Geen "o Glorioso" Nobunaga

Humano. Samurai e duelista. Sofisticado poeta, e implacável executor. 29 anos. Wen-ha, Akiobara (Nobunaga no Sato), Domínios de Geen do Norte.

Nobunaga é um espadachim elitista de um exótico reino. Mesmo consciente de que está entre povos de cultura exótica, seus votos permanecerão inquebráveis

Com considerável fortuna à disposição, temos um espadachim de linhagem, portador de um Daichô "desperto", quase entidades em separado nas suas armas. Enquanto seguir o código do Bushi, Nobunaga é infinitamente mais veloz em seus ataques que seus oponentes. Sua postura suprema é capaz de paralisar agressores menos centrados, seu catar torna quaisquer de suas investidas uma onda sem fim de lâminas, e sua postura Ninten é uma defesa tão eficiente quanto a tonelada de aço que Tholen carrega consigo.

O Samurai resguarda 5 pontos de Chi que ele pode gastar para simular Ataque Poderoso, Especialização em Combate, melhorar seu acerto, ou neutralizar o ataque de um inimigo naquele turno (vontade 15 + a quantidade de Chi na ocasião - “postura Suprema”). Uma vez por dia, se resguardado em meditação por 20 minutos com sua Katana familiar, Nobunaga recupera os cinco pontos para novo uso. A Wakizaki (lâmina menor) concede os benefícios de um escudo pequeno ou de uma lâmina, sem penalidades.

Além disso, Nobunaga possui Trespassar aprimorado, Saque rápido (Iaijutsu), e Lutar com 2 armas aprimorado.

Bem-nascido, bem-casado, talentoso e disciplinado, o Dragão verde galgou o posto de Hatamoto - instrutor espadachim da guarda real wenhajin - e a alcunha de "O Glorioso". Mas em seu âmago perfeccionista, Nobunaga não sente realizado. Segue um objetivo condutor de refinar à perfeição sua arte da espada, e jamais fica omisso às injustiças à sua frente.


Tholen "O anão filhadaputa" Hammertower

Anão. 53 anos. Lyon, cidade-fortalesa de Dol'oam, chamado de "Forte das Armas" ou "Torres das Armas". Mais especificamente da Torre do Martelo.

Consideravelmente vigoroso. Apesar de duro, é destro em combate, somando isso a sua sólida defesa, combinando armaduras e escudos pesados. Usa como arma principal o Martelo "Flagelo de Gelo", tomada de um rei ogro, mas faz uso de machadinhas de arremesso e dos cravos de um escudo pesado de ferro como armamento secundário.

O anão é um caçador dos inimigos de sua raça - orcs, ogros, gigantes e drows. Leva vantagens significativas contra essas criaturas.

Além das armas e escudos, consta em seu arsenal uma armadura pesada de adamantina, encantada para aumentar a proteção e complementada com uma pérola de movimentos livres. Mas com efeito, Tholen tem problemas para saltar e escalar. Atado a ela, uma capa da grande resistência, que compensa sua morosidade em reflexos, reforça a sua vontade combinando com as defesas anãs, e amplia ainda mais sua já extraordinária fortitude.

Também consta manoplas do arremesso - permitindo não só arremessar armas à disposição como também conferindo a propriedade retornável a elas - e as Botas do pisão, que uma vez acionada, dispara um cone a 9 metros, derrubando inimigos menos ágeis e objetos. Ambas possuem três cargas diárias.

Tholen é um Defensor Anão de Dol'oam. Se concentrado na postura defensiva, e fixado imóvel em um ponto, ele consegue auferir maior força, resistência e habilidade, tornando-se um obstáculo insuperável a inimigos.

De tempos em tempos, campeões do Forte das Armas (Dol'oam) envia um emissário ao mundo, em busca de pista dos povos anões perdidos nas guerras, e em especial da deusa desaparecida. Tholen é o viajante desta geração. Orgulhoso de sua raça e de suas proezas, o anão é visto com desdém por seus modos brutos e mentalidade simplista. Tholen responde com sua carga pessoal de preconceito, em especial a "raças livres" como elfos e humanos.

Apesar de duro e nem sempre bondoso, Tholen é leal á palavra dada, e não hesitaria em arriscar a própria pele pelos companheiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário